Pular para o conteúdo principal

Trocadilhos infames para uma história manjada



Ringo para Stan: "Desta vez quero ser o
líder do Fab Four!"


A notícia já correu o mundo, e não há ninguém que ainda não tenha comentado – quiçá resmungado –, reclamado ou pirado de vez com esse papo da compra da Marvel pela Disney.

Oh, yeah! E não é pra menos, afinal as possibilidades criativas agora se tornaram inúmeras, e viajar na maionese imaginando-as é puro deleite pra aficionado nenhum botar defeito.




Stan para Frank Miller: "Ora, o que é isso?
Você nem parece um homem sem medo!
É claro que Elektra vai adorar os Sete Anões!"

Bem, mas se o intrepid one está aí a pensar que serei mais um a enumerar crossovers surreais (como o do Bafo-de-Onça com o Rhino, por exemplo) ou especular que filmes e desenhos animados dos Marvels virão pela frente, pode esperar sentado – isso é tarefa pra Professor Pardal, ora, pois!


Além disso, tudo é motivo pra virar polêmica, e não estou aqui pra virar “Tiro ao Álvaro”, como diria o conterrâneo Adoniran. Ainda lembro quando a revista Metal Mania, lá nos idos de 1984, decidiu comparar qualidades e defeitos entre os astros da música e os personagens da Banda Desenhada.


Para se ter uma idéia, o pessoal do magazine classificou o Quiet Riot de “Homem-Absorvente” do cenário roqueiro. Este é um vilão do Poderoso Thor que, ao tocar em um objeto, assimila suas características. Até aí tudo bem, mas a revista deixou claro que, assim como o super-criminoso, o grupo “[...] é um brutamontes confuso e malevolente, com a habilidade de absorver as características alheias. [...] depois de copiar o som do AC/DC, foi fácil chupar as músicas do Slade.”, putz, Kevin DuBrow podia ter partido sem essa.


E a malhação não parou por aí, com o Cheap Trick (aquele “truque barato”) sendo comparado aos “músicos” animados da banda The Archies; e Ozzy Osbourne ao Hulk. Sorte maior teve a musa Joan Jett, que foi elevada à categoria de Mulher-Maravilha – uma verdadeira deusa amazona dos palcos.


Por essas e muitas outras, o melhor é não entrar na chuva pra não se queimar, capice? Já foi barra e difícil de engolir quando o nosso querido Stan Lee quis lançar gibi do Ringo Star – pô! É como se Paul McCartiney convidasse o... hmm... sei lá, o Irving Forbush pra tocar bateria nos Beatles –, embora The Man nunca saia perdendo em nada.




Stan e Megan Fox: não importa
o enredo da história, The Man
sempre se sai bem no final.

Até mesmo nesse casamento entre Disney e Marvel parece que coisa boa vai pintar pro criador do Homem-Aranha e sua empresa de entretenimento, a POW! (“Purveyors of Wonder” – traduzindo: “Fornecedores de Maravilhas”). Alguns caras nascem mesmo pra brilhar! Que redundante maravilha!


Make Mine Marvel!


© Copyright Roberto Guedes.

Comentários

Rogério disse…
Absolutamente fantástico! Não sei se consegui pegar todas as piadas (por culpa única e exclusiva minha, que não entendo muito de HQ como você), mas algumas delas são bem evidentes e me esborrachei de rir: como Stan dizendo que Miller é um "homem sem medo", referência ao Demolidor que ambos escreveram, ou ainda as palavras "Marvel" e "Maravilha" que são a mesma coisa, daí o uso da "redundância". hahaha Parabéns pelo texto!
Valcir disse…
Guedes,

Posso colocar no site?
Anônimo disse…
Cara, essa Megan Fox é mesmo uma gata! O velho Stan está com tudo. hehehehe Ótima matéria, bem divertida.
Rubens C. Carvalho
Anônimo disse…
Guedão e suas doses de uísque! Misturou Adoniran Barbosa, Ozzy Osbourne e Stan Lee tudo no mesmo balaio. hahaha Muito bom, meu velho. Falando em velho, titio Disney deve estar rindo a essa hora em algum lugar do além.
Carlos
Renato disse…
Texto soberbo (e divertido) como sempre, Guedes. E as fotos mataram a pau!!!
André Valle disse…
Fiquei com inveja do Stan Lee por ele estar ao lado da Megan Fox...

Quanto à aquisição da Marvel pela Disney, o foco principal será nos licenciamentos e produções para a TV e o cinema. Nas HQs acredito que não haverão mudanças, sendo que os quadrinhos com os personagens clássicos da Disney é que precisam de um novo folego, concorda?
Anônimo disse…
Megan com Stan? SE ele ainda desse no coro, mas...vai lá, o cara tá bem velhinho, então, estar ao lado dela ou não, não faz diferença alguma.
M Santiago
Wendell disse…
Guedão, você é fera no jogo com as palavras. rs
Vamos ver, não é mesmo?
Ah! Será que o Peter Parker volta para Marvel? ;)

Abraços!

Wendell