Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Julho, 2009

40 anos de "O Careca"

Julho está terminando, mas para não passar batido, aqui vai uma pequena homenagem/lembrança aos 40 anos de criação (e não publicação) de O Careca, de Alain Voss.

Pois é, que coisa esquisita, não é mesmo? E se não fosse pelo esforço de Woney Almeida de Souza e Franco de Rosa, que resgatarem do “limbo do anonimato” esse invocado personagem, com certeza eu não estaria aqui comentando sobre ele.

Explicando melhor...

O franco-brasileiro Alain Voss, que havia trabalhado na revista Realidade (precursora da Veja) e ilustrado capas de discos dos Mutantes (banda nacional de Rock que lançou Rita Lee no cenário musical), criou uma movimentada história de espionagem, repleta de ação e desenhos pra lá de influenciados pela “pincelada de Jack Kirby” – nas palavras do próprio autor.

Programada para sair em julho de 1969 pela União Brasileira de Editoras Ltda. (UBE), foram impressas apenas oito mil cópias do número 1 de O Careca. Mas depois de muita burocracia e problemas com distribuição, a editora d…

Nova entra para os Vingadores

O Homem Chamado Nova – na verdade, o jovem Richard Rider – entra para a elite dos super-heróis da Marvel: os Vingadores. Isso mesmo! Finalmente o simpático Cabeça-de-Balde realiza seu sonho de consumo, e se torna um vingador, ao lado de seus ídolos medalhões Capitão América, Homem de Ferro e Thor. Completando a nova formação, constam ainda a Viúva Negra, o Visão e a Mulher-Invisível (sim, a própria).

Só um detalhe: essas novas histórias não pertencem à continuidade dita “oficial” da Casa das Idéias, o tal “Universo 616”, mas sim, à linha Marvel Adventures – por aqui conhecida como Geração Marvel, com tramas mais pueris, voltadas para um público leitor mais jovem.
A estréia de Nova ocorrerá nas páginas da revista Marvel Adventures Super Heroes 17, com lançamento previsto para novembro, com roteiro de Paul Tobin. Em entrevista ao site Nova Prime Page,o editor Nate Cosby comentou que “[...] precisávamos de um Homem-Aranha, mas não queríamos usá-lo, ele tem seu próprio gibi [...] queríamos…

As 20 melhores Histórias em Quadrinhos de todos os tempos

OK, intrepid one! Trata-se de um título pra lá de pretensioso, eu sei. É a velha história de que cada um tem a sua opinião, seu gosto particular blábláblá. E é tudo verdade mesmo, quem sou eu para contrariar isso? Acontece que há pouco tempo fui convidado por Franco de Rosa para participar – junto com outros profissionais do meio – de uma pesquisa dessas para uma revista da Editora Escala, e mandei de bate-pronto a minha lista de favoritas.

Muita coisa que considero bacana (Príncipe Valente, Mickey, Chet, Hulk, Nova, Cebolinha, Pelezinho, Turma Titã, Novos X-Men, Lobo Solitário, Flash Gordon, Dico, Tarzan e por aí vai) ficou de fora. O fato é que não havia uma regra definida, e cada participante poderia escolher entre séries contínuas, graphic novels, minisséries, tiras de jornal etc., apenas 20 títulos; por isso, muita gente boa, ou melhor, gibi bom, dançou. Snif! Snif!
As que estão com o asterisco (*) são as que mais surpreenderam (positivamente) Franco em minha lista, e ele até me …

Retorno infeliz

O roteirista J. M. DeMatteis deixou sua marca nos anais dos Comics modernos ao escrever a inquietante A Última Caçada de Kraven (que mostra o Homem-Aranha sendo enterrado vivo por seu inimigo russo), além dos diálogos engraçadíssimos das, então, novas histórias da Liga da Justiça pós-Crise nas Infinitas Terras.


Nos anos 1990, DeMatteis voltaria aos títulos aracnídeos para uma tarefa não tão gloriosa, ao compor o quadro de argumentistas da polêmica Saga do Clone, que trouxe à luz personagens que marcaram – não tão positivamente – as revistas do herói naquela década, como Ben Reilly (o tal clone de Peter Parker) e Kaine.

E é com este último que DeMatteis iniciará o novo título mensal Web of Spider-Man (outra velha marca ressuscitada), conforme comentou ao site Newsarama: “Kaine é um dos mais intrigantes personagens da Saga do Clone... ele foi clonado a partir do DNA de Peter Parker antes de Ben Reilly, e, a experiência, aos olhos de seu criador Miles Warren (o Chacal), foi uma falha.”…

O homem de pedra

Há muitos e muitos anos, imbuído pelo clima das histórias curtas de finais repentinos e surpreendentes da Warren e EC Comics, escrevi várias HQs de terror e ficção científica no intuito de montar uma revista nos moldes da saudosa Kripta.

Apesar de contar com vários desenhistas talentosos na execução da empreitada, todo o material acabou “engavetado” devido aos meus outros – e mais urgentes – afazeres de editor. Mas como no meio editorial vivemos em um eterno dèjá vu, e as idéias vêm e vão a toda hora, quem é que pode afirmar categoricamente que não retomarei as rédeas desse projeto, é ou não é, intrepid one?

Assim sendo, delicie-se por enquanto com a curtinha “O homem de pedra” (que escrevi para Marcelo Borba desenhar) como uma espécie de preview dessa gloriosa, e ainda inédita, publicação. É uma trama que fala sobre os segredos do coração humano, e da maneira como cada pessoa se vê e enxerga o mundo à sua volta. Cada um com a sua realidade dos fatos. Porém, a verdade, geralmente é …

O retorno da Creepy

Desde o ano passado a Dark Horse – uma das mais importantes publicadoras de Quadrinhos dos Estados Unidos – vem reeditando o material clássico da Warren Publishing, retirado dos lendários magazines Creepye Eerie, em luxuosos álbuns de capa dura.

Por aqui, quem teve o privilégio de acompanhar as séries Kripta e Shock (RGE), e Vampirella (Kultus e Noblet), sabe do que eu estou falando: simplesmente das melhores histórias de horror e ficção científica de todos os tempos! Pra quem não sabe, é só clicar aqui e conferir.

Arte maravilhosa para roteiros inteligentes, o material da Warren compõe parte do imaginário popular, fez escola e influenciou gerações de quadrinistas (tanto lá fora quanto no Brasil). Também incendiou o mercado nacional do final dos anos 1970 e começo da década seguinte, incentivando o surgimento da “Geração Vecchi”, e das revistas Calafrio e Mestres do Terror, de Rodolfo Zalla.

E nessa retomada, a editora lança a série Creepy Comics, com novas histórias e autores, em fo…