Pular para o conteúdo principal

Espírito nos ares


Brincadeira que fiz no photoshop com a cena mais emblemática do ABUTRE - o velhaco de rapina em sua amargura, no topo da cidade, castigado pela chuva torrencial. Splash page de Amazing Spider-Man 63 (agosto de 1968).

Originalmente, trata-se de esboço em grafite azul de John Romita, desenhado por cima por Don Heck, com arte-final de Mike Esposito (que na época assinava com o pseudônimo "Mikey Demeo").

Centralizei a luminosidade em sua figura, destacando a silhueta curvada, e alguns prédios ao fundo, que "atuam" como testemunhas caladas do momento de reflexão do vilão (e vítima).

Que tal?

Quem leu a história sabe que ele estava preste a dar o bote, mas, quem, de fato, saberia dizer o que se passava em sua mente velha e desiludida?

A intenção de um último voo?
A redenção final?
Ou a paz do esquecimento?

Perguntas que permanecem sem respostas. Porém, caso você saiba quais são, com certeza não as arrancará de seu íntimo. Irá se calar na chuva... e projetar seu espírito nos ares...

© Copyright Roberto Guedes. Todos os direitos reservados.

Comentários

Cesar disse…
Como se dá o seu processo criativo pra escrever esses textos? Seria legal se você explicasse isso um dia pra nós leitores.

Acho muito interessante, fico imaginando como você, a partir de um desenho vislumbra alguma coisa escondida, uma mensagem secreta que, porventura, se esconde nos traços e nas pinceladas de nanquim.

Simplesmente formidável, Guedes.
Formidável!
Anônimo disse…
Seria um suicídio? Ou talvez um ato de revolta contra a sociedade que o prejudicou? Todo mundo tem seu momento de amargura e contestação contra o mundo que nos cerca, contra as pessoas que nos rodeiam.
Confesso que nunca parei pra pensar nessas coisas vendo as imagens isoladamente nas histórias. Pra mim, as mensagens, na maioria das vezes eram explícitas nas atitudes dos próprios personagens.
Parabéns.

E parabéns pela brincadeira no photoshop. A versão escarlate ficou excelente! Outra nova faceta sua que não conhecia.

Carlos
Paulo Ricardo Abade Montenegro disse…
Muito bom, Guedão!
José disse…
Sensacional! E que imagem! Casou perfeita com o texto.
Wendell disse…
Uma imagem icônica e maravilhosa, presenteada com um lindo texto.

Sim, voarei pelos ares nos pensamentos do velho Adrian, mas apenas como um observador, um Vigia...

Abração meu chapa!
Anônimo disse…
Rapaz...
Me deu uma vontade de relar estas velhas aventuras direto no gibi da rge!
Muito legal Guedes.
O Abitre é um dos meus personagens favoritos.
Quem teria coragem de criar um personagem idoso e transfofmá-lo em um grande inimigo do nosso amigão da vizingança? Só um gênuo mesmo.
Parsbéns pelo desenho e pelo texto.
Andre Bufrem
José Valcir disse…
Talvez a dor, calada, seja a grande motivadora de um senhor de idade agir como agia.
Sempre achei curioso que o Abutre, setentão, atuava como vilão e sempre me perguntei o que levava ele aquela atitude. Sempre acreditei que fosse algo maior do que a simples roubalheira. Ou sede de poder.
Havia algo mais. Mais o quê? Essa resposta nunca terei, com certeza.
Anônimo disse…
bacana Roberto.
Creio que este é um dos grandes momentos da HQs de super-herois.
Aliás...acho este um tema interessante. Momentos relevantes das histórias...e a força do desenho...da arte.
Recentemente lia a o primeiro volume de The Boy do Garth Ennis, e fiquei impressionado com os desenhos de Darick Robertson.
Ele tem um desenho pesado e até feio. Mas desenha bons cenários. E quadros realistas...mas nunca vi closes dos rostos de personagens tão expressivos. O cara é muito bom nisso. Se diferencia ...faz sua marca.
abs
Franco
Roberto Guedes disse…
Oi, Franco! Eu lembro desse desenhista na série New Warriors, da Marvel. Salvo engano, ele começou nos anos 1990. Realmente é talentoso! Ele chegou a desenhar uma HQ curta escrita pelo Stan Lee também.

Abração!
Roberto Guedes disse…
Pessoal, obrigado pelas considerações. É legal ver que, a partir de uma visão particular da história (ou do momento captado), possamos seguir adiante em busca de mais interpretações para o objeto de estudo em questão.

Abraços!