Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Fevereiro, 2012

Os melhores do Almanaque Meteoro

Em enquete realizada na lista de HQs Gibilândia, os leitores elegeram os seus favoritos publicados nas três edições lançadas doAlmanaque Meteoro.Adiante, você poderá conferir os resultados de cada tópico. Veja se concorda ou discorda.
Os leitores também comentaram quais outros roteiristas, desenhistas e personagens gostariam de ver nos futuros lançamentos do AM. Por coincidência, alguns autores já haviam sido contatados, e outros ainda poderão ser convidados.
Bem, caso ainda não conheça a revista, é só você entrar em contato clicando aqui,para saber como adquirir os números, OK?
MELHOR HQ DO METEORO“Aquele que está nos ares” – A origem do herói, publicada em AM 1 Roteiro e edição: Roberto Guedes Desenhos: Aluísio de Souza Arte-final: Júlio Cesar Zvir Letras: Bruno Zório
MELHOR PERSONAGEM COADJUVANTE DO METEORO Vovô Giancarlo 
MELHOR VILÃO DO METEORO Encapuzado
MELHOR HQ DE OUTROS HERÓIS DA LINHA MANIFESTO“O Templo da morte” – 2ª HQ de Zan-Garr, publicada em AM 3 História e edição: Rob…

O lado oculto dos super-heróis

"[...] A série Capitão Marvel, de Bill Parker e C.C. Beck dá um passo adiante na emblemática do alter ego super-heróico, e é ainda mais escancaradamente ocultista. Billy Batson é o menino que se transforma numa entidade super-humana ao pronunciar a palavra mágica 'Shazam' – que é a junção das iniciais de uma personalidade bíblica com a de divindades mitológicas, mas também o nome de seu guru. 
A origem do Capitão Marvel é apresentada como uma cerimônia de iniciação tal qual a de sociedades secretas da antiguidade. Beck, embora fosse filho de um pastor luterano, trabalhou bem os símbolos místicos espalhados nas histórias – indicando, ao menos, conhecimento de causa –, e a há quem garanta que Parker, o roteirista, fosse maçom."
Este texto é apenas um parágrafo de um longo artigo de minha autoria que será publicado em breve em uma revista de circulação nacional. Assim que chegar às bancas, informarei por aqui. Portanto, fique ligado, intrepid one.
© Copyright Roberto Guede…

Radinho de Pilha

Radinho de pilhaBom companheiroOndas sonorasPalavras de alento
Dial quebradoEstação AMHistórias e causosMadrugada de vento
Sono tardioMúsica lindaEmbalo de um sonhoNoite adentro
© Copyright Roberto Guedes. Todos os direitos reservados.

Jack Kirby marca presença na biografia de Stan Lee

No dia 6 de fevereiro de 1994, o mundo perdia um de seus grandes gênios das HQs: Jack Kirby. Durante os últimos 25 anos, eu tive a oportunidade de pesquisar e escrever muita coisa a respeito da obra deste que era  chamado de "O Rei dos Quadrinhos" pelo seu principal parceiro de produção. Ninguém menos do que Stan Lee.
O pessoal lembra bastante - e com entusiamo - de várias dessas minhas pesquisas, como aquele artigo enorme publicado em Senhor Milagre volume 1 da Opera Graphica, ou de Gibilândia2; mas, principalmente do livroA Era de Bronze dos Super-Heróis, no qual dediquei um capítulo inteiro a Kirby.
Porém, eu posso garantir que no meu próximo livro - a ser lançado daqui a três meses pela Editora Kalaco - sobre a vida e a carreira de Stan, o bom e velho desenhista terá ainda mais destaque em suas páginas. Afinal, as trajetórias desses dois gênios se confundem ao longo das décadas. 
Com uma abordagem totalmente diferente de meus trabalhos anteriores, e, diga-se de passagem…

Histórias de bastidores do Meteoro

Em 2001, a Editora Escala lançou a revista Graphic Talents, queapresentava um personagem nacional por edição. A ideia era a seguinte: aquele que vendesse o número mínimo de exemplares estipulado pela editora, ganharia título solo. O único que conseguiu essa façanha foi exatamente o primeiro a ser publicado: Mico Legal, de Sergio Morettini.

As edições do GT iam para as bancas todos os meses aos pares. O Visões de Clauderico de Marcati e o meu A Hora e a Vez de Meteoro estrelariam, respectivamente, as edições 17 e 18 do GT. Mas, infelizmente Marcati e eu chegamos atrasados, pois a Escala decidiu cancelar a série justamente na edição 16.

Bem, como os contratos já haviam sido feitos, nós recebemos na boa, como todos os demais autores, e a editora decidiu compilar nossas duas histórias - e mais algumas de outros quadrinistas - em uma edição especial chamada Almanaque de Quadrinhos, com o Mascarado Voador em destaque na capa.

Querer prever se Meteoro e Clauderico àquela altura dos aconteci…