Pular para o conteúdo principal

Mais algumas frases contundentes

Como o pessoal gostou bastante da postagem "Frases contundentes no mundo das HQs", decidi repetir a dose, com mais algumas declarações inteligentes, engraçadas, polêmicas e impactantes proferidas por importantes personalidades dos quadrinhos. 

Pois então, leia-as e divirta-se, meu chapa!  



“Eu, Jerry Siegel, cocriador de Superman, roguei uma praga para o filme do Superman! Espero que seja um superfracasso” – Jerry Siegel, em 1975, ao saber que seu famoso personagem seria levado às telas de cinema, e que não receberia um tostão qualquer.

“No início dos anos setenta, fui numa convenção de quadrinhos em São Paulo e encontrei muitos fãs do Fantasma. Um deles era o Pelé. Inclusive fui ao vestiário, depois de um jogo, encontrar-me com ele. Ele estava de sunga, parecendo um Hércules. Ele me pediu um autógrafo, e eu também pedi seu autógrafo, que tenho até hoje” – Lee Falk, o lendário criador de Fantasma e Mandrake, comentando sobre o seu inusitado encontro com o Rei do Futebol.

 “Filho da P***! Um dia desenharei tão bem ou até melhor que você” – Júlio Shimamoto lembrando-se do juramento que fez no início de sua carreira, depois de ser ridicularizado por Jayme Cortez.

O que eu mais gostei no mercado europeu, foi que, com meu estilo pessoal, tive a chance de me movimentar – diferente do mercado americano, onde, mesmo que você tenha seu talento reconhecido pelas pessoas do meio, só terá chance, caso se ajuste muito bem ao estilo da moda” – Mozart Couto a respeito de sua experiência no mercado internacional.

“Que bom te encontrar, Bob Baby” – Jim Steranko, ao esbofetear Bob Kane (criador de Batman), após um desentendimento.

“Muitas pessoas me condenaram por editar a Marvel no Brasil logo depois da EBAL. Só que se não tivéssemos assumido a Marvel, não sei se as HQs, de uma maneira geral, teriam sobrevivido por aqui. Joguei nas bancas mais de uma dúzia de revistas mensais. Foi um momento muito delicado pros quadrinhos. Hoje, eu vejo que tive sabedoria para tocar aquilo” – Edmundo Rodrigues analisando seu papel como editor na Bloch, a partir de meados dos anos 1970.

“Stan Lee é o arquiteto principal do Universo Marvel, apesar das contribuições gigantescas de Kirby e Ditko” – Roy Thomas, testemunha ocular dos fatos, dando a real dimensão da importância de Stan Lee.

© Copyright Roberto Guedes. Todos os direitos reservados.

Comentários

Carlos disse…
A frase do Shima é a mlehor. kkkkkkkkkkkkkkkkkk
André disse…
Não sei o que o Bob Kane fez pra levar um tapão do Steranko, mas foi merecido. O cara trapaceou Bill Finger na cara dura.
Anônimo disse…
Boa Guedes.
Muito interessantes estas frases.
Ajudam a entender os bastidores do mundo dos quadrinhos.
Por lá nem tudo é reluzente como aparece nos gibis.
André Bufrem