Pular para o conteúdo principal

Nos tempos do Capitão Radar

Nos anos 1950, a La Selva foi uma das mais ativas editoras de São Paulo a publicar quadrinhos. Um de seus principais títulos era o Cômico Colegial, que trazia em suas edições personagens de vários gêneros (aventura, infantil, terror, faroeste) provenientes de fontes diversas.

A americana Atlas Comics (futura Marvel) era uma dessas fontes a abastecer as páginas da revista, e o Capitão Radar, um de seus personagens de destaque. No original, o personagem se chama Speed Carter, um herói espacial aos moldes de Flash Gordon e Buck Rogers, que estreou nos Estados Unidos em setembro de 1953, em Speed Carter - Spaceman 1.

Criado por Hank Chapman - então, um dos poucos roteiristas além de Stan Lee a trabalhar na Atlas - em parceria com o desenhista Joe Maneely, Capitão Radar fazia parte dos Sentinelas dos Planetas Unidos - uma espécie de Nações Unidas cósmica do ano 2075. Seus parceiros de aventura eram  Stellar Stone, sua amada, e o cadete Johnny Day.

A revista durou seis edições, e ainda contou com arte de Mike Sekowsky, Bob Forgione, George Tuska e Bill Savage. Nas edições da La Selva, Capitão Radar ganhou belíssimas capas feitas pelo luso-brasileiro Jayme Cortez, o diretor artístico e capista oficial da editora paulistana. Outro detalhe é que o visual do personagem nas capas brasileiras diferia do visual das HQs.

Discípulo de E. T. Coelho (Eduardo Teixeira Coelho), um artista dos Açores, Cortez começou a ilustrar bem cedo, aos 11 anos de idade, para o suplemento infantil O Século, de Lisboa, e ainda colaborou com a mitológica O Mosquito, antes de vir para o Brasil em 1947.

Na La Selva, Cortez imprimiu um estilo clássico que evocava Alex Raymond, valorizando sobremaneira as edições do Cômico Colegial - em especial, nessas aparições do Capitão Radar, que em seu país de origem jamais estampou capas tão belíssimas.

© Copyright Roberto Guedes. Todos os direitos reservados.

Comentários

Lancelot disse…
Muito bom Guedes... Parece que temos aí uma semente para a Tropa dos Lanternas...
Roberto Guedes disse…
Bem observado, Lance... embora o Capitão Radar não tivesse superpoderes.
Sandro Santos disse…
Bem interessante, Guedes.
Realmente pela amostra eram capas belíssimas.
Esse personagem não chegou a ser integrado posteriormente no Universo Marvel?
Roberto Guedes disse…
Até onde eu sei, Speed Carter (ou Capitão Radar para nós) nunca apareceu em HQs do Universo Marvel convencional, Sandro. Entretanto, no Marvel Database ele é classificado como pertencente a Terra-5391, de uma realidade alternativa.