Pular para o conteúdo principal

As 50 melhores HQs do Homem-Aranha [50 - 46]

Parece que os leitores gostaram do meu artigo Teias Obscuras, publicado na revista Mundo dos Super-Heróis 65 (abril de 2015), sobre HQs pra lá de interessantíssimas do Homem-Aranha.

Tanto é verdade que muita gente me escreveu perguntando quais seriam as minhas histórias preferidas do personagem. Não aquelas que o consenso aponta como as mais importantes... simplesmente as que eu mais gostei.

Tarefa difícil, pois o Aranha tem décadas de histórias publicadas, e muitas fases em alto nível. Porém aceitei esse desafio e, a duras penas, selecionei apenas 50 entre uma infinidade já produzida. Assim, esta é a primeira de 10 postagens que publicarei aqui no Manifesto nas próximas semanas, com um breve comentário sobre cada uma das histórias.

Espero que você aprecie a minha seleção, e que não deixe de comentar, analisar, discordar e, claro, apontar as suas preferidas também.

Bom divertimento!

50ª - VENOM
[Amazing Spider-Man 300]
Um dia o Homem-Aranha começou a usar um traje negro sem saber que se tratava de uma criatura alienígena simbionte. Depois de se livrar dela, a criatura vingativa se uniu ao jornalista Eddie Brock, que também odiava o herói. Juntos se transformaram em Venom, um dos maiores psicopatas da Marvel. Em sua estreia ele aterroriza Mary Jane e dá provas de que seria o pior inimigo do Aranha pelos anos seguintes.
Autores: David Michelinie (roteiro) - Todd McFarlane e Bob McLeod (arte)



49ª - A ÚLTIMA CAÇADA DE KRAVEN
[Web Spider-Man 31/32, Amazing Spider-Man 293/294, Spectacular Spider-Man 131/132]
Após várias derrotas humilhantes, Kraven, enfim, atinge seu intento. O caçador enterra o Homem-Aranha e toma o seu lugar. Mas a vingança jamais estaria completa se o aracnídeo não estivesse a par de sua derrota. Uma trama macabra permeada de sobressaltos, misticismo e jogos psicológicos. A respeito da HQ, Stan Lee disse que sentiu uma ponta de inveja por não a ter escrito.
Autores: J. M. DeMatteis (roteiro) - Mike Zeck e Bob McLeod (arte)




48ª - DE VOLTA AO LAR
[Amazing Spider-Man 30 ao 35]
Tudo que Peter Parker acreditava sobre a sua própria origem, vira de pernas para o ar quando o misterioso Ezekiel lhe revela que seus poderes não foram resultantes de um acidente aleatório, mas algo predestinado por milenares forças totêmicas. Em meio a essa reviravolta, o Aranha luta pela sua vida, mas também por suas crenças e autoafirmação como super-herói.
Autores: J. Michael Straczynsky (roteiro) - John Romita JR e Scott Hanna (arte)



47ª - A NOITE DO DUENDE (Parte final do arco REVELAÇÕES)
[Spider-Man 75]
Na intenção de rejuvenescer o Homem-Aranha, os editores da Marvel aproveitaram uma brecha na Saga do Clone dos anos 1970, e disseram que o Peter Parker dos últimos 20 anos - o que casou-se com Mary Jane - era, na realidade, o clone, enquanto o cara original, andava por aí como Aranha Escarlate (Ben Reilly). Os leitores se indignaram, as vendas despencaram, cabeças rolaram, e a editora voltou atrás. Num momento derradeiro, é revelado que tudo não passou de uma maquinação diabólica de Norman Osborn, o primeiro Duende Verde. O fato de enfraquecerem a mítica morte do vilão em ASM 122, não impediu de A Noite do Duende ser uma das mais emocionantes e aliviantes histórias do Cabeça-de-Teia.
Autores: Howard Mackie (roteiro) - John Romita JR e Scott Hanna (arte)


46ª - MEU MELHOR INIMIGO
[Spectacular Spider-Man 200]
Harry Osborn era o melhor amigo de Peter Parker desde os tempos de faculdade. Ambos dividiram o mesmo apê e namoraram as mesmas garotas. Só que Harry tinha graves problemas psicológicos decorrentes de uma infância solitária e do uso de drogas. Harry também era filho do Duende Verde original, o nêmesis de Peter. Esta aventura é a culminação de anos de um relacionamento fraternal conturbado, e também de lágrimas e morte.
Autores: J. M. DeMatteis (roteiro) Sal Buscema (arte)



Nota: As cinco HQs citadas nesta postagem são comentadas com maior profundidade e trabalho de pesquisa - e entremeadas por depoimentos dos próprios autores - em meu novo livro A ERA MODERNA DOS SUPER-HERÓIS, a ser lançado em breve pela HQM Editora.

© Roberto Guedes. Todos os direitos reservados.

Comentários

Sandro Santos disse…
Tirando "A Noite do Duende" as outras entram também na minha lista de preferidas.
Curioso que duas delas, talvez mais algumas ainda, sejam de DeMatteis, mais lembrado pelo seu trabalho na Liga, mas que deixou uma bela marca no Aranha e em outros trabalhos na Marvel.
Acho lamentável aindaque boas premissas como Venon e o início do trabalho do Stracinski tenham evoluído tão mal.
Wendell Morais disse…
Grande Robbie Robertson!

Primeiramente já estou ansioso para ler o livro! rsrsrs...

E acho bem legal essa seleção de histórias. Dá ótimos debates.

A primeira postagem foi demais!

Desses selecionadas por você, tenho um carinho muito especial pela "Última Caçada de Kraven".

DeMatteis é um grande roteirista, e esta, em minha mais humilde opinião, foi sua obra-prima no Aranha. Embora ele tenha outras grandes histórias para o Cabeça-de-Teia.

Essa trama ainda conta com um trabalho ímpar, uma verdadeira obra de arte do fantástico Mike Zeck.

E Stan deu seu aval. rsrsrs...

Excelsior!!!
Roberto Guedes disse…
Sandro,

Essa HQ do retorno do Duende me traz sentimentos conflitantes, mas apesar de tudo, gosto muito dela.

Na época da Saga do Clone, o discurso vigente era de que Ben Reilly realmente era o verdadeiro Aranha, e a história em questão causou um grande alívio.

Portanto, ficou entre as "50 mais" pelo lado puramente emotivo.

Quanto a ter mais HQs do DeMatteis... hmm... aguarde as próximas postagens!
Roberto Guedes disse…
Wendell,

Agradeço pelos comentários e também por compartilhar o texto no Facebook.

Bem, gostei da sua análise e já adianto que o Straza vai dar as caras de novo.

Vamos ver se você adivinha o que virá pela frente...
Jota Silvestre disse…
Ótima seleção. Bastante eclética. Ansioso pelas próximas e, claro, pelo novo livro!

Abraços fraternos.
Roberto Guedes disse…
Brigadão pelo comentário, Jota! Assim que eu tiver novidades sobre o livro, avisarei você.

E nesta semana ainda vai pintar a segunda postagem das melhores histórias do Cabeça-de-Teia.

Andre Bufrem disse…
Opa. Ótima ideia essa da lista.
Provavelmente vou acabar concordando com 99%, talvez não na mesma ordem.
Mas essas citadas já estariam no meu Top10. Imagine o que vem por ai.
Abs.
Andre
Roberto Guedes disse…
Aguarde, pois, que vem mais coisa boa pela frente, chapa!