Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Junho, 2010

Qualquer semelhança com o macabro não é mera coincidência

No auge dos magazines de terror na América, a Marvel Comics publicou uma HQ curta da bad girl Satana, em Vampire Tales  2 (outubro de 1973) que causou certo frenesi no fandom da época – e por duas razões: 1º Tratava-se do primeiro trabalho em equipe do roteirista Roy Thomas e do desenhista John Romita (o paizão, não confundir com o filho, intrepid one ). 2º A cena de abertura (com seu peculiar “efeito sonoro”) foi inspirada na história “V-Vampires!”, dos lendários Harvey Kurtzman e Wally Wood, publicada duas décadas antes, em MAD 3 (fevereiro/março de 1953). Aos interessados, aqui no Brasil, essa história da Marvel foi republicada em 1977, nas páginas em formatinho de Aventuras Macabras 2, da Bloch Editores. E vai por mim, apreciador de histórias aterrorizantes: vale a pena correr atrás dessa raridade! Tá falado! © Copyright Roberto Guedes. Todos os direitos reservados.

Uma capa pra lá de rara da EBAL!

Minha intenção aqui não é a de causar qualquer rebuliço no especulativo mercado brasileiro de revistas usadas, mas simplesmente de passar uma informação pra lá de curiosa para colecionadores e apreciadores de Quadrinhos em geral. Há alguns dias, meu amigo – e colaborador do Almanaque Meteoro – Gérson “Homem-Mofo” Fasano me enviou um e-mail indagando a respeito das evidentes diferenças entre as capas de Amazing Spider-Man 35 (abril de 1966) e de Homem-Aranha 19, da EBAL, que republicou a referida edição gringa pela primeira vez aqui em outubro de 1970; salientando que jamais havia notado nada até conversar com um amigo estrangeiro. Capa da EBAL recusada nos EUA. Foi quando lembrei que em novembro de 2008, em conversa com colecionadores americanos numa lista de bate-papo dedicada às obras de Stan Lee, tal assunto viera à baila. Na ocasião afirmei que a figura do Aranha na capa publicada seria de Jack Kirby, enquanto que a do Homem-Moldado, de Steve Ditko – embora até hoje, lá