Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Dezembro, 2009

Entrevista para o site "Meu Herói"

“No universo dos quadrinhos, o herói ‘Meteoro’ é vivido por um jovem estudante, Ricardo Marinetti, que recebe os poderes de superforça, velocidade e de capacidade de voar. Os quadrinhos do personagem Meteoro expressam um clima juvenil, por ser um adolescente que vive em ambientes de namoro, paqueras, Rock , sonhos e inseguranças perante o futuro. Ricardo (Ric) recebe os poderes após ser atingido por um meteorito enviado por um ex-membro da Sinarquia Universal, uma sociedade secreta extra-espacial que pretende destruir o planeta Terra. O personagem é uma criação do escritor e roteirista Roberto Guedes, autor de importantes livros como A Era de Bronze dos Super-Heróis, Quando Surgem os Super-Heróis e A Saga dos Super-Heróis Brasileiros.” Página da primeira HQ da nova série do Meteoro, ainda inédita. Arte de Aluísio de Souza. Esse é o texto de introdução da entrevista que o desenhista Fernando Rebouças fez comigo para o site Meu Herói. O papo rolou solto e trouxe informações que, ac

Dica batuta para o que se ouvir no Natal

OK! Faltam nove dias para o Natal, e ainda pretendo passar por aqui algumas vezes. Então, nem esquenta, que esta não é uma postagem de saudação, tampouco de despedida para o final do ano. Trata-se apenas de uma brincadeira, que, espero sinceramente, você curta bastante. Há muito Rock’n’Roll legal com temática natalina que eu poderia te recomendar, isso é fato. De Chuck Berry ao Punk britânico The Boys (banda dos seventies que assumia a identidade The Yobs na hora de cantar Run Rudolph Run ), passando por John Lennon, Garotos Podres e Slade, mas optei por ser inusitado. Afinal, esta é uma das características do Manifesto, tá certo? Então, leia: Comme les Rois Mages en Galilée Suivaient des yeux l'étoile du Berger Je te suivrais, où tu iras j'irais Fidèle comme une ombre jusqu'à destination Comme Christophe Colomb et ses trois caravelles Ont suivi le soleil avec obstination Mon Amérique, ma lumière biblique Ma vérité cosmique, c'est de vivre avec toi Ei, não

Saiu a centésima edição do QI

Esta eu realmente não poderia deixar “passar batido”. Tenho em mãos a centésima edição do fanzine Quadrinhos Independentes, vulgo QI, do editor, roteirista e desenhista Edgard Guimarães. Sem dúvida, um marco inusitado no cenário editorial alternativo. A capa, desenhada pelo próprio, é uma referência à capa da última edição do Gibi, publicação seminal de Roberto Marinho. Pra quem ainda não sabe, Edgard vem, desde 1982, batalhando no desfavorável mercado brasileiro de Quadrinhos. Entre seus trabalhos mais conhecidos naquele período, destaco os fanzines Psiu e Ecológico; além de algumas HQs publicadas em revistas importantes como Mestres do Terror, Circo e Piratas do Tietê. Em 1993, lançou a primeira edição do seu famoso boletim, então chamado “IQI” ( Informativo Quadrinhos Independentes ), em parceria com a AQC (Associação dos Quadrinistas e Caricaturistas do Estado de São Paulo), e, desde então angariou diversos prêmios, em consideração ao seu trabalho primoroso de divul